TEXTO - FELIZ 2015!

FELIZ 2015!

Mais um ano ao final de seu ciclo.
E os dias passaram com a velocidade do tempo.
Esse tempo que não nos deixa viver os mesmos momentos, as mesmas descobertas, os mesmos conselhos.
Outro ano está pra nascer e nos mostrar que é tempo do novo, a hora é agora!
Deixar o passado no fim do ano.
E saltar pra um futuro em que o presente é viver, é sorrir, é chorar, é sentir o máximo que pudermos aquilo que realmente vale à pena.
Explorar o caminho com a intensidade de um dia de sol.
Com a certeza de que somos donos dos nossos dias, das nossas lembranças, do coração que bate sem que se controle a emoção que dá sentido à vida.
Que se renove a esperança de que podemos ser felizes com o que temos, sendo quem somos.
O que importa mesmo é valorizarmos cada dia como se fosse o único .
Por que o ontem não existe.
Por que o amanhã sempre será um NOVO DIA!

KG KATI

FELIZ ANO NOVO!FELIZ 2015



DESEJO DE PELE

DESEJO DE PELE


Sentia o desejo
Transbordando no olhar
A boca murmurando poesia
Enquanto descia 
Pela pele queimando
Salivando vontades
Gostos
Cheiros
Boca vadia
Arrancando gemidos
Gingados.
Corpo 
Ansiando toques
Vibrando 
Ao calor de suas mãos
Percorrendo 
Espaços macios
Recantos escondidos
Proibidos aos olhos 
Até que se mostrem
Em meio ao delírio
Misturados ao doce sabor do querer
Que sem se conter
Explora e explode em tesão
Penetração
Satisfação
E prazer.

KG Kati


DEIXA

DEIXA


Deixa?
Eu falar no teu ouvido na hora de amar
Frases murmuradas pra arrepiar
De como estou acesa pra me entregar
Deixa?
Eu beijar a tua orelha e a roupa arrancar
Encostar peito no teu pra te ver esquentar
Apertar carne macia me faz delirar
Deixa?
Eu te derrubar na cama e te ver gemer
O meu corpo procurar onde está teu prazer
E sentir na minha pele o teu suor escorrer
Deixa?
Galopar em teu desejo e me enrolar em ti
Absorver o teu cheiro e te querer aqui
Forte e viril pra me descobrir
Deixa...

KG Kati


SUAS PEGADAS

SUAS PEGADAS


São seus dedos
Tateando 
Apalpando
Envolvendo meu corpo
Misturado ao desejo 
Que deixam pegada
Safada
E marcas marcadas
Tal qual gatos no cio.
São suas mãos
Que alisando
Buscando
Querendo minhas curvas
Sussurram ao ouvido
Procurando gemido
E o meu arrepio.
Sacia
A vontade da boca
A saudade do corpo
O desejo da carne
Invade
O templo do corpo
O tempo da alma
E a eternidade.

KG Kati


AnunciAd