sexta-feira, 13 de fevereiro de 2015

TEXTO - PARA SEXTA-FEIRA 13



HISTÓRIA EM FILMES DE TERROR


Amanheceu o dia em plena SEXTA-FEIRA 13. O vento assoviou canções macabras do lado de fora e o BEBÊ DE ROSEMARY acordou soluçando, inconsolável, lágrimas molhando seus olhinhos pequenos e fechados, depois de uma desesperada MADRUGADA DOS MORTOS. Com o quarto às escuras, juntou-se à sua solidão uma afronta barulhenta e A HORA DO PESADELO continuou para ele, enquanto OS OUTROS se levantaram para adorar O ILUMINADO dia que se erguia das sombras, as quais ainda continuavam aterrorizando as crianças menores. O ORFANATO foi o lugar mais triste e frio que O EXORCISTA já visitou. Mas precisou entrar, mesmo assim. Ao atender O CHAMADO que recebera há alguns dias atrás numa ligação anônima, ele havia se comprometido a ajudar nesse caso assombroso e assustador. Mais tarde, porém, ao saber que CARRIE, A ESTRANHA era uma assídua freqüentadora do lugar, convenceu-se de que estava se arriscando muito. Mal sabia ele a que estaria se submetendo. Horas e horas tentando desvendar A PROFECIA que lhe diria o que deveria fazer perante A INVOCAÇÃO DO MAL a que seria exposto e, então, finalmente, o que estava tão obscuro revelou-se. Em meio ao POLTERGEIST em que se viu envolvido durante minutos incontáveis de medo, sua vida ficara por um triz. Sua alma prendeu-se nas sombras numa noite interminável, onde as trevas acompanharam cada movimento, cada reza, cada domínio. Até que, por fim, conseguiu escapar de mais uma PSICOSE instalada no profundo de seus devaneios psicóticos, acabando com o SILÊNCIO DOS INOCENTES. 

KG Kati


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo! Clique SEGUIR, seja um seguidor do blog e comente!