sexta-feira, 4 de março de 2016

EXTRA! EX-PRESIDENTE LEVADO A DAR DECLARAÇÕES À POLÍCIA FEDERAL. SERÁ O FIM DA IMPUNIDADE DO "COLARINHO BRANCO" NO BRASIL?


Querido leitor.

Novas notícias sobre a delação premiada e as investigações da Operação Lava Jato, batizada de “Aletheia” e é uma referência a uma expressão grega que significa “busca da verdade”.
 
O alvo é o ex-presidente do Brasil, Luis Inácio Lula da Silva e sua família, além da investigação de possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro oriundo de desvios da Petrobras, praticados por meio de pagamentos dissimulados feitos por José Carlos Bumlai e pelas construtoras OAS e Odebrecht ao Lula e pessoas associadas. 

Até que enfim, a Lava Jato está começando a eliminar a sujeira mais difícil...
SERÁ O FIM DA IMPUNIDADE DOS "COLARINHOS BRANCOS" NO BRASIL?

 

04/03/2016 06h33 - Atualizado em 04/03/2016 08h06

Polícia deflagra nova fase da Lava Jato na casa do ex-presidente Lula

 

Ação é realizada desde a madrugada desta sexta-feira (4) em 3 estados. Lula e presidente do Instituto Lula são alvos de condução coercitiva.


PF faz operação na casa do ex-presidente Lula (Foto: Reprodução/TV Globo)


A Operação Lava Jato, que começou em março de 2014 e investiga um esquema bilionário de lavagem de dinheiro e evasão de divisas, chegou à 24ª fase nesta sexta-feira (4). Segundo a Polícia Federal (PF), a operação ocorre na casa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em São Bernardo do Campo, e em outros pontos em São Paulo, no Rio de Janeiro e na Bahia. O Instituto Lula também é alvo da ação PF.

O ex-presidente é alvo de um dos mandados de condução coercitiva e será levado para prestar esclarecimentos, segundo a Polícia Federal. Às 8h04, ele foi levado para depor à PF em um carro descaracterizado. Até este horário, não havia informações sobre onde seria realizado o depoimento.

O presidente do Instituto Lula, Paulo Okamoto, também é alvo de outro mandado de condução.

A ação foi batizada de “Aletheia” e é uma referência a uma expressão grega que significa “busca da verdade”.

Ao todo, foram expedidos 44 mandados judiciais, sendo 33 de busca e apreensão e 11 de condução coercitiva - quando a pessoa é intimada para prestar depoimento. Duzentos policiais federais e 30 auditores da Receita Federal.

No Rio de Janeiro, os mandados estão sendo cumpridos na capital, assim como na Bahia. Já em São Paulo, os municípios em que a operação é realizada são: São Paulo, São Bernardo do Campo, Atibaia, Guarujá, Diadema, Santo André e Manduri.

 

Investigações

 

De acordo com o Ministério Público Federal (PMF), a ação foi deflagrada para aprofundar a investigação de possíveis crimes de corrupção e lavagem de dinheiro oriundo de desvios da Petrobras, praticados por meio de pagamentos dissimulados feitos por José Carlos Bumlai e pelas construtoras OAS e Odebrecht ao Lula e pessoas associadas.

Há evidências de que o ex-presidente recebeu valores oriundos do esquema Petrobras por meio da destinação e reforma de um apartamento triplex e de um sítio em Atibaia, da entrega de móveis de luxo nos dois imóveis e da armazenagem de bens por transportadora. Também são apurados pagamentos ao ex-presidente, feitos por empresas investigadas na Lava Jato, a título de supostas doações e palestras.

O avanço das investigações revelou, também, evidências de que o ex-presidente recebeu, em 2014, pelo menos R$ 1 milhão sem aparente justificativa econômica lícita da OAS, por meio de reformas e móveis de luxo implantados no apartamento tipo triplex, número 164-A, do Condomínio Solaris, em Guarujá.




Veja a matéria completa que saiu no site do G1 hoje pela manhã.

 
Matéria realizada por Adriana Justi e Camila Bomfim Do G1 PR e da TV Globo em Brasília.



Fique com Deus e tenha um bom dia.
Que Deus olhe pelo Brasil!
Beijos meus.
Katia Gobbi (KG Kati)

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo! Seja um seguidor do blog e comente!