domingo, 20 de maio de 2018

Texto - BENEFÍCIOS DO VINHO


Querido leitor.

Acabando o fim de semana! Recupera-se a ressaca do sábado e prepara-se para uma segunda-feira que vem estressante. Ou não! Há quem goste da segunda-feira, mas não é o meu caso. 


Todavia, numa postagem anterior, mencionei os efeitos da mistura entre vinho e cerveja, nos "embalo de um sábado à noite". 

Segue uma parte do texto e os benefícios do vinho, por que uma dose faz muito bem à saúde!


Enquanto as horas passavam, pessoas circulavam no salão , algumas (quase todas) com copo na mão. O calor estava demais, a cerveja apetecia. Parecia tão inofensiva, gelada, matando a sede e amenizando o calor, que segui provando goles de cada copo que passasse por mim. Mas não gosto de cerveja! Acho amargo, gelada demais, espumante demais, faz cosquinhas na garganta, como a Coca-Cola. Acho que sou a única pessoa nesse mundo que não gosta de Coca-Cola. Nem de champanhe! Nem de cerveja. Mas, tomei...

...Adoro vinho! Se for entre refrigerante e vinho sempre vai ser vinho!... Tinto, seco, com aroma saboroso da uva e sem muito cheiro de álcool é perfeito.  Então, os últimos momentos do meu sábado foram bebendo vinho, enquanto relaxava... 


10 GRANDES BENEFÍCIOS DO VINHO TINTO



1. Um aliado na perda de peso
O vinho tinto dispõe de uma propriedade muito especial: ele ativa um gene que impede a formação de novas células de gordura e estimula as existentes, depurando-as e eliminando-as aos poucos. Para demonstrar isso, o Instituto Tecnológico de Massachusetts (MIT) realizou vários estudos e publicou seus resultados em diversos meios.
 
2. Potencializador do cérebro
O vinho tinto melhora os processos cognitivos, beber vinho de forma equilibrada, moderada, porém constante, previne demências e doenças degenerativas do cérebro.
O vinho também diminui as inflamações, evita o endurecimento das artérias e, além disso, inibe a coagulação, melhorando assim o fluxo sanguíneo.
 
3. Trata as infecções das gengivas
Se suas gengivas sangram com muita frequência, não tenha dúvidas e consuma, junto às refeições, uma tacinha de vinho tinto. Existem compostos presentes nas uvas que, ao serem fermentadas em vinho, possuem o benefício de evitar a aparição dos estreptococos e bactérias vinculadas às cáries, além de serem muito eficazes contra a gengivite e inclusive dores de garganta.
 
4. Combate o cansaço
O resveratrol (um dos polifenóis) presente nas uvas que melhora nossa situação naqueles dias nos quais estamos mais apáticos ou cansados.
 
5. Aumenta as endorfinas
O vinho faz com que liberamos endorfinas (hormônio que provoca sensação de bem-estar, euforia e relaxamento) em nosso organismo, o que nos relaxa e faz com que desfrutemos mais do momento.
 
6. Limpa nosso paladar
Realmente é muito curioso, tomar vinho tinto enquanto se come faz com que, graças às suas propriedades adstringentes, o sabor do alimento seja percebido de modo mais intenso. Já que o vinho reduz o sabor das gorduras, é bom para depois do consumo de carnes, pois dá uma sensação gratificante de “limpeza” na boca, um detalhe que nos convence mais ainda da utilidade de acompanhar nossos almoços ou jantares com uma tacinha de vinho tinto.
 
7. Bom para reduzir o colesterol
Ovinho tinto é um tesouro natural rico em polifenóis, sendo um deles o excelente resveratrol, uma substância química rica em antioxidantes que evita a formação de coágulos e reduz o chamado colesterol “mau”.
 
8. Excelente para nossa saúde cardíaca
Além dos polifenóis que mencionamos anteriormente, o vinho tinto é rico em vitamina E, que ajuda a limpar o sangue, evita coágulos, protege os tecidos dos vasos sanguíneos.
 
9. Reduz o risco de câncer
O vinho tinto é um grande antioxidante. Um recurso natural capaz de bloquear o crescimento das células responsáveis pelo câncer de mama ou pulmão. Uma de suas melhores propriedades é precisamente a ação que o resveratrol exerce na hora de impedir que o estrogênio cause problemas cancerígenos nas mulheres.
 
10. Combate infecções urinárias
Graças às suas propriedades antioxidantes e adstringentes o vinho consegue evitar que as bactérias se adiram à nossa bexiga ou rins e aperfeiçoa a filtração e depuração destes órgãos.
 

Uma das bebidas mais antigas do mundo, o vinho é objeto de estudos, mas a uma conclusão já se chegou: quando ingerido com parcimônia, de fato traz benefícios à saúde.
 
Entre uma das propriedades mais estudadas está a prevenção de doenças cardiovasculares, enfermidades que constituem a maior causa de mortes no mundo. A bebida tem ação antiplaquetária, pois contribui para a redução dos níveis de lipídios e colesterol, agentes responsáveis pela formação de placas que podem obstruir as artérias. Além disso, é um vasodilatador, o que favorece a redução da pressão sanguínea. Essas duas características fazem do vinho um importante aliado contra o infarto.
 
Já os polifenóis, em especial os flavonoides encontrados na uva, contribuem para acelerar o metabolismo, o que ajuda no controle do peso. Os mesmos componentes atuam na prevenção de doenças neurodegenerativas, como a demência. Outras bebidas alcoólicas também possuem essas substâncias, mas o vinho se destaca. Segundo a biomédica, professora e pesquisadora Caroline Dani, compostos fenólicos (polifenóis) estão presentes também no suco. “Ambos apresentam propriedade antioxidante, que promove melhora cognitiva e da memória. O suco possui menos que o vinho, mas em geral as pessoas consomem mais suco.”

SIGNIFICADO DE POLIFENÓIS: O termo polifenóis ou compostos fenólicos refere-se a um amplo e numeroso grupo de moléculas encontradas em hortaliças, frutas, cereais, chás, café, cacau, vinho, suco de frutas e soja.

SIGNIFICADO DE PARCIMÔNIA: moderação, controle, contenção, medida, economia. Ou seja, tomar apenas uma taça por refeição, duas vezes por dia. Não exagerar na dose.
 
OBS: se você tem propensão por beber demais, se você é um possível caso de alcoolismo, o vinho é um risco tanto quanto outra bebida de álcool. Não dê o primeiro gole. Fique longe. Deve admitir que esse possa ser o seu caso porque não há ninguém aqui, lendo isso, junto com você. É entre você e eu. Conheço pessoas que voltaram a beber exageradamente depois de um simples hábito de incluir meia taça de vinho nas refeições. Não se engane. VINHO TAMBÉM CONTÉM ÁLCOOL.
 

Sites de pesquisa: 


Fique com Deus.
Beijos meus.
Katia (KG Kati) 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seja bem vindo! Clique SEGUIR, seja um seguidor do blog e comente!