CONVERSANDO COM KATI - JULIO CESAR MAURO


Querido leitor.

Estou criando um quadro neste meu blog que se chama “Conversando com Kati”, onde vou entrevistar poetas, autores e escritores brasileiros ou estrangeiros, trazendo grandes novidades no meio literário pra vocês. “Conversando com Kati” irá apresentá-los, além de saber como foi o passo a passo ao criar suas obras.

Hoje, apresento a vocês o escritor... Julio Cesar Mauro.

Vem comigo! 

Beijos meus!

"Meu nome é Julio Cesar Mauro, tenho 58 anos, moro na cidade paulista de Jundiaí e nasci em Paranaguá PR."


1- Quando percebeu que tinha o dom da escrita a seu favor?
Comecei a gostar de escrever aos dezesseis anos, quando escrevia cartas para meus irmãos e amigos.

2- Quais são os livros e escritor preferido que o inspira a escrever?
Li muitos livros clássicos no ginásio, acredito que daí surgiram minhas inclinações e aptidões na vida e no mundo literário, acreditando sempre que na luta entre o bem e o mal, o bem sempre prevalecerá no final.

3-  Como surgem as ideias para escrever, em que momentos do dia?
É algo mágico! Às vezes uma simples palavra vira um poema ou uma crônica... Ou então cantarolo uma estrofe e daí por diante as ideias tomam seu devido rumo.

4- Precisa de silêncio absoluto ou prefere algum gênero musical?
Já tentei escrever ouvindo música, mas infelizmente as ideias não surgiram a contento.
Preciso do silêncio para criar, é como se alguém soprasse as palavras em meus ouvidos.

5- Já tem alguma obra lançada no mercado? Se várias, qual a favorita?
Tenho nove publicações, a maioria antologias, que culminaram no lançamento do meu primeiro livro solo, "Descalços no Parque"; mas sem dúvida alguma, a antologia "Evoé!", que foi o meu primeiro livro escrito e publicado, talvez por razões sentimentais, seja o meu livro favorito!



6- Atualmente, cada vez é mais difícil publicar um livro, principalmente devido a motivos financeiros. Qual foi a sua maior dificuldade na publicação dos seus, caso já tenha publicado?
Por incrível que pareça, eu sempre almejei ser escritor, mas somente em 2017, esse feito se realizou. Foi uma publicação paga pelos meus próprios meios e daí em diante fui me envolvendo com novas publicações.

7- Compare a situação do Brasil na literatura, relativamente aos outros países. Acha que teria mais ou menos sucesso se publicasse as mesmas obras em outro país?
Sem dúvida, no Brasil livro é considerado artigo de luxo, supérfluo mesmo e escritores são como aves em extinção...
Sempre que posso estou divulgando novos autores na minha página no Facebook, porque infelizmente, poucos ou quase ninguém consegue brilhar sozinho. Se fosse em países mais avançados teriam maiores êxitos e incentivos.

8- Qual seu gênero literário?
Poemas e crônicas.


9- O que o motiva a escrever?
Acredito, como diria minha querida amiga Pérola Maria Bensabath Oye, eu já nasci escritor. Sou um sujeito dotado de uma imensa e salutar curiosidade, e acredito que eu possa contribuir mesmo de uma maneira modesta para o progresso da humanidade.





10- Houve preocupação em se dirigir a um tipo de leitor especificamente? Que reação espera do leitor ao ler o que escreve?
Quando comecei a escrever, sentia uma necessidade enorme de ser reconhecido como tal, afinal ainda era jovem, com o passar do tempo e a maturidade, escrevo para me conhecer melhor e achar as respostas para a finalidade da minha vida: o que sou, de onde venho e para onde vou. Hoje escrevo porque me sinto escritor.




11- Falemos de cama: adormecendo lhe vem uma ideia, deixa para pensar no dia seguinte ou levanta-se de um salto, alucinado?
Quando estou quase adormecendo, costumo ter visões ou sonhos e a necessidade urgente de transformá-los em poemas ou crônicas, mas infelizmente a maioria se perde...

12- Sentimentos negativos como ódio, ciúme, inveja, vingança são motores bem regulados para a criação de uma obra?
As pessoas se deixam levar por um sentimento muito próprio e acreditam geralmente que o inferno são os outros... Eu creio numa força maior que rege todos os seres humanos e não acredito ser humanamente capaz alguém prejudicar o próximo a não ser que essa pessoa permita. Os tempos de Rasputin, Mefisto e Nosferatu felizmente já se passaram há muito! Já escrevi poemas movidos por essa má índole, mas confesso envergonhado que não são a minha praia...

13- Cercado de baixo-astral por todos os lados, insiste em escrever por que...
Como já disse acima, o bem prevalece ao mal sempre. Sou uma pessoa muito intuitiva... Acredito que boas vibrações podem compor uma boa obra, ou uma obra-prima, o mal não.

14- O que lhe atrai mais: versos livres ou formas fixas?
Por estranho parecer possa, a liberdade é o meu lema: "Sêde livres e a verdade vos libertará"
Não sigo nenhuma regra fixa. Faço minhas as palavras do pintor francês Paul Braque: "Comigo a anatomia ficou louca, eu sou todo emoção!"

15- Tem alguma ideia amadurecendo?
Sou um cronista de primeira hora que aprendeu a fazer versos... Quero voltar ao mundo das crônicas!

16- Você chega a consultar dicionários, enciclopédias, listas telefônicas, guias turísticos, mapas, gramáticas, banco de dados, ou até mesmo bibliotecas?
Comecei a escrever consultando as grandes enciclopédias: Delta-Larrousse, Barsa e etc. Hoje só consulto as bases... Rss. Quando tenho alguma dúvida ortográfica (vide Google).

17- Qual foi o seu primeiro e decisivo ato literário?
Sem dúvida alguma foi ter escrito os poemas que estão na minha primeira antologia "Evoé!"



18- E o computador? A parafernália informática? Você convive com a tecnologia de sua época?
Sim, hoje me adapto razoavelmente, se bem que acho a geração "copia e cola" algo sinistro!

19- Quando olha para trás sua maior satisfação é poder dizer que...
Hoje sou um pai de família que escreveu um livro e plantou uma árvore... Me sinto realizado!

20- A parte da emoção é maior na sua obra ou em sua vida?
Diria que ambos. Um completa o outro. Escrever é como trazer um filho à vida. Nenhuma outra emoção se justifica.

21 – Além de escrever, o que mais faz?
Trabalho em um clube de campo há quase dois anos. Atuo na área de prevenção e segurança do trabalho, algo que me dá muito prazer.



22- Suas paixões avassaladoras descritas em suas obras são...
O Amor, a emoção e a paixão. O poeta está sempre apaixonado!

23- Uma mensagem a alguém especial?
"Um dia eu serei grande! Esse dia chegou!"

24- Quem é você no íntimo? Quando está só em seu momento de introspecção...
Sou um simples cronista e poeta leonino da gema. Vivo rindo e dando risada... Sou um eterno aprendiz: "Faço da literatura uma sutil brincadeira, mas levo à sério o meu ofício."

Um abraço!
Julio Cesar Mauro.

Comentários

  1. Parabéns,não desista dos seu ideais, tens mto talento.sucesso sempre....

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo incentivo, agradeço de coração!

      Excluir
    2. Julio, você merece, amigo! Parabéns por ter esse dom de nos fazer viajar no mundo da poesia.
      Beijokas
      Katia.

      Excluir
    3. Adorei!
      Parabéns meu Poeta Escritor
      abraços

      Excluir
  2. Tive a honra de escrever com ele vários duetos. Aprendi e aprendo muito com ele .Se tornou um amigo de coração, seus poemas são lindos e nos trás uma mensagem bela.
    Minha admiração e gratidão meu amigo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sem dúvida, Simone! Também tenho grande admiração e uma bela amizade com o Julio. Abraço, querida! Gratidão por comentar no blog!. Beijokas
      Katia.

      Excluir
  3. Parabéns julio 👏👏👏👏👏👏👏👏

    ResponderExcluir
  4. Parabéns, Júlio! Você merece esse reconhecimento e muito mais! Sucesso!

    ResponderExcluir
  5. Adorei, simplesmente magnífico😘

    ResponderExcluir
  6. Este é nosso poeta, pessoa simples, feliz e que nos dá momentos de grandes emoções....sou fã de carteirinha... não abro mão de ler seus poemas, as vezes me vejo neles, as vezes rio com eles pois de uma simples palavra surge um lindo poema... só agradeço pelos belos momentos que seus poemas nos da. Bjs poeta

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Julio, sua história de vida é inspiradora , tive a honra de escrever dois duetos contigo, e participar da antologia " Júlio César Mauro e convidadas " da qual agradeço a oportunidade ímpar , te desejo muito sucesso! Beijos Poeta

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Seja bem vindo! Clique SEGUIR, seja um seguidor do blog e comente!

BLOGS QUE EU SIGO

Postagens mais visitadas

FLORAIS DE BACH - RENOVANDO A ENERGIA NO CORPO E NA MENTE

POESIA SENSUAL - ERÓTICA - DEVORA-ME

TEXTO - POLÍTICA

TEXTO - Pensamento... Mero pensamento...

EMOÇÕES X INSTINTOS - Crônica

Livro Lembranças Cruzadas em Poesia

Compre aqui o livro 'LEMBRANÇAS CRUZADAS Em Poesias'

Livro Lembranças Vividas

Compre aqui o livro 'Lembranças Vividas '

Livro Sonhos Vividos

Compre aqui o livro 'Sonhos Vividos'